Da Cidade do México para Oaxaca de ônibus

Meu segundo destino no México foi a cidade de Oaxaca de Juárez, capital do estado de Oaxaca, distante 500 km do Distrito Federal. Optei por viajar em ônibus pelo custo benefício em relação à companhias aéreas mexicanas low cost. Já tinha lido no blog Viajando com pouco ótimas recomendações da companhia rodoviária ADO – Autobuses de Oriente, a qual experimentei para o bate e volta a Puebla.

Alguns blogs não recomendavam viajar à noite, especialmente mulheres desacompanhadas, sob o risco de assalto e assédio sexual. Outros diziam que o perigo era ser sequestrada. Eu já penso que criminalidade existe em qualquer lugar do mundo e um pouco de precaução não faz mal a ninguém. Não que eu estivesse imune só por causa do horário mas resolvi viajar durante o dia.

Há várias companhias de ônibus no México, mas eu escolhi a ADO devido às ótimas recomendações encontradas em blogs de viagens. Tentei efetuar a compra do bilhete aqui no Brasil, porém não consegui porque a empresa não aceita cartões de crédito emitidos fora do México. 

Comprei o bilhete assim que cheguei na Cidade do México, no Terminal Norte, ao valor de MXN 614,00 (R$ 110,00, ADO GL, ônibus executivo), e por pouco não fico de fora. Como era véspera de feriado, os ônibus estavam praticamente lotados, da mesma forma que acontece por aqui. Fui orientada a chegar 1h antes para check-in das bagagens. Achei inédito isso!

Chegado o dia, tomei um táxi do hotel até a TAPO – Terminal de Autobuses Oriente, uma outra estação rodoviária da Cidade do México. É bom que você saiba de qual estação parte seu ônibus! Fui até o balcão de check-in da bagagem, localizado no saguão dos portões de embarque.

Funciona como companhia aérea: a bagagem de mão deve ter um tamanho X, que caiba no bagageiro interno do ônibus ou então terá que ser despachada. As demais bagagens são pesadas e se passou do peso, que é determinado pelo tipo do bilhete que você comprou, irá pagar excesso. Eu tinha aproximadamente 35 kg de bagagem e o permitido da minha passagem era 25 kg. Eu nem sabia que isso existia! Mas aí o atendente disse que daquela vez deixava eu passar, mas na próxima iria me cobrar pelo excesso.

Achei muito prático esse serviço, assim ninguém fica se acotovelando em volta do bagageiro do ônibus, pois eles mesmos se encarregam de colocá-la pra dentro. As malas vão todas etiquetadas, e na sua passagem tem até seu nome impresso, coisa que aqui no Brasil não existe.

Outra coisa que me impressionou foram as portas detectora de metais nos portões de embarque. Além disso, um fiscal revista sua bolsa/mochila de mão afim de encontrar entorpecentes e/ou objetos cortantes. Fico imaginando quando é que teremos este tipo de segurança ao viajar de ônibus pelo Brasil… Nunca né?! Por essas e outras que o México me impressionou!

Ao entrar no ônibus mais uma surpresa: uma sacolinha com lanche. Bolachinhas, um pacotinho de café solúvel (no fundo do ônibus tinha água quente e copo descartável), e ainda o passageiro podia escolher entre suco e  refrigerante em lata. Serviço de bordo assim só vi na Deutsch Bahn, quando viajei de Praga para Munique.

Bancos largos e espaçosos, ar condicionado a 23º (um casaco foi muito bem-vindo), filme nas TV’s de LED, 5 canais individuais de música e um janelão para apreciar a viagem de 6 horas até o destino. Foi uma ótima experiência viajar com a ADO. Recomendo muito!

Mais informações aqui.

Anúncios

6 comentários sobre “Da Cidade do México para Oaxaca de ônibus

  1. Kelly

    boa noite,
    Em que horario vc viajou? vi em outros lugares que o trajeto pode levar até 11hrs.
    O sua viagem foi de 6hrs mesmo?

    Obrigada,
    Kelly

  2. Camila

    Olá, obrigada pelo relato. Estou na dúvida em talvez ir de carro para Oaxaca, o que
    você acha disso?
    E indo de ônibus, uma amiga disse que a estrada enjoa bastante. Você sentiu algo ou tomou algum remédio?
    Obrigada, parabéns por sua página!
    Camila

    1. Bom dia, Camila!
      A estrada pra lá tem serras, a paisagem é bonita. Eu não enjoei não. Nunca tive problema com enjoos em viagem, exceto quando fui ao Valle Nevado/Chile, mas mais por causa da altitude do que pelas curvas sinuosas.
      Acho que o benefício de ir de carro é que vc pode parar e tirar fotos pelo caminho. Eu como estava sozinha, preferi o ônibus mesmo.
      Obrigada e apareça sempre por aqui!

  3. Alcenita Freitas

    Muito bom os.detalhes.
    Penso en ficar um dia em.Oaxaca, Não vale a pena conhecer a cidade?
    Ha transporte mais barato?

    1. Olá Alcenita! Obrigada! Um dia só em Oaxaca é muito pouco! Sugiro ao menos 3 dias inteiros lá! Tem alguns posts sobre a cidade no blog 😉 Quanto ao transporte, na época, ônibus era mais barato do que avião. Boa viagem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s